Problemas Hormonais – URO SP

Andrologia

Problemas Hormonais

Com a idade, muitas vezes é possível observar em homens normais uma queda lenta e progressiva do hormônio masculino. Na maioria dos casos, essa queda não é muito intensa e, ocasionalmente, nem vem a se manifestar.

Essa deficiência é denominada déficit androgênico do envelhecimento masculinos andropausa, que pode ser combatida com o uso de andrógeno (hormônios masculinos).

Imagem Problemas Hormonais

O tratamento com hormônios possibilita a melhora da qualidade de vida, manutenção da força muscular e óssea, conservação do bom humor e disposição para as atividades rotineiras, além de propiciar uma melhora da performance sexual.

O médico poderá indicar a reposição androgênica aos homens que apresentarem níveis de testosterona abaixo dos parâmetros normais. Para fazer a avaliação, o homem deverá submeter-se a uma entrevista com o urologista, além de proceder ao exame de dosagem do hormônio masculino, a ser realizado com sangue coletado, de preferência no período da manhã.

A forma mais comum de se tratar a andropausa é com o uso de medicamentos via oral ou a aplicação mensal de uma injeção intramuscular oleosa de testosterona. O uso da testosterona está associado a uma temida complicação, que é o desenvolvimento de tumores na próstata, comuns em idosos. Outro inconveniente da reposição androgênica é a ginecomastia (aumento das mamas no homem), que pode provocar prejuízos psicológicos e estéticos.

Assim, para se obter sucesso no tratamento, é necessário consultar o médico urologista e realizar alguns testes. A avaliação inclui o exame de toque retal, ultrassom da próstata, dosagem do antígeno prostático específico (PSA) e colesterol. Caso algum desses exames esteja alterado, a reposição hormonal não é indicada.

Com os problemas hormonais sob controle, o homem poderá viver com mais conforto e qualidade, além de manter um estilo de vida que o faça sentir-se melhor.